Sintomas de Deficiência de Vitamina D

Muitas pessoas sofrem de deficiência da vitamina D, mas nem imaginam. Conheça seus principais sintomas.

Artigo publicado por Camila Flor nas categorias: Nutrição, Suplementos

Se você anda se sentindo muito cansado, com dores musculares, percebe uma queda de cabelo mais acentuada e se sente deprimido por nada, pode estar com deficiência de vitamina D, que ainda é tão pouco conhecida do público em geral. No entanto, ela simplesmente é essencial para que 85 funções aconteçam no nosso organismo e ainda ativa de mais de 2 mil genes super importantes. Incrível, não é mesmo? Então, conheça os sintomas de deficiência de vitamina D e cuide-se para viver com mais saúde!

sintomas-de-deficiencia-de-vitamina-d

Como a Vitamina D é Produzida?

Você pode não acreditar, mas precisamos de colesterol e do sol para que a vitamina D seja produzida. Isso mesmo: o tão temido colesterol também tem a sua importância no nosso organismo. Entretanto, não é por isso que você vai começar a se empanturrar de gordura, certo? Há alimentos saudáveis que, por natureza, contêm colesterol como carnes de porco, de boi, de peixe e de frango com pouca gordura ou derivados do leite. Mas para que ela seja ativada, é necessário passar algum tempo exposto à luz do sol. Para tanto, banhe-se ao sol antes das 10 da manhã e após as 4 da tarde por no mínimo 15 minutos.

Sintoma 1: Adoecer Frequentemente

Como a vitamina D tem um papel importante na manutenção do sistema imunológico, quando ela está em falta, é comum que a pessoa fique mais exposta a vírus e bactérias causadores de doenças como gripes, resfriados, bronquite e pneumonia.

Sintoma 2: Cansaço Excessivo

Se mesmo dormindo 8 horas por noite e tendo dias suaves você se sente excessivamente cansaço, isso pode ser um sinal de déficit de vitamina D que, como escrito acima, atua no sistema imunológico.

Sintoma 3: Dores na Coluna e nos Ossos

Como a vitamina D participa da manutenção dos ossos através da absorção do cálcio, quando sentimos dores constantes nas costas e nos ossos, pode ser a falta dessa vitamina no organismo. Portanto, se estiver sentindo muitas dores, peça para o seu médico um exame laboratorial para verificar as suas taxas de vitamina D, pois essas dores podem se transformar em dores lombares crônicas capazes de limitar suas atividades físicas.

Sintoma 4: Desânimo e Depressão

De acordo com estudos, adultos mais velhos com sinais de depressão apresentaram baixos níveis de vitamina D na corrente sanguínea, especialmente naqueles que sofrem de depressão sazonal, ou seja, a que acontece somente nos meses mais frios do ano. Ou seja, sem sol não há produção de vitamina D, o que ocasiona momentos depressivos.

Sintoma 5: Baixa Cicatrização

Caso você perceba que suas lesões, machucados ou cirurgias demoram a cicatrizar, seus níveis de vitamina D podem estar baixos. Pesquisas revelaram que ela eleva a produção de compostos importantes da formação de tecidos novos, ou seja, que ajudam na cicatrização.

Sintoma 6: Queda de Cabelo Acentuada

Se você perceber que está com uma queda capilar excessiva, peça imediatamente um exame de sangue ao seu médico. Caso seja deficiência de vitamina D, a queda é provocada pelo enfraquecimento geral do organismo e, como a única função dos cabelos é proteger a cabeça do sol, são os primeiros a serem eliminados pelo organismo para que os outros órgãos possam funcionar adequadamente.

Fatores de Risco Para a Deficiência de Vitamina D

Algumas pessoas se encontram no grupo de risco quando o assunto é deficiência de vitamina D: as de pele mais escura e que não têm o costume de se banharem ao sol; as que estão acima do peso; as que vivem distantes do Equador; as que usam protetor solar continuamente (é importante, mas ele atrapalha a absorção da vitamina D) e as que passam muito tempo em ambientes fechados.

Como Corrigir a Deficiência de Vitamina D

Caso você tenha o diagnóstico de deficiência de vitamina D, é fácil corrigir os níveis: passe mais tempo sob o sol ou ingira suplementos. Entretanto, antes de tudo, visite o seu médico para que ele lhe dê esse diagnóstico e te recomende a quantidade adequada da vitamina D.

Camila Flor

Autora

Camila Flor cozinha com a sua avó no sítio desde os 5 anos e hoje participa no desenvolvimento de hortas urbanas orgânicas e na popularização da culinária funcional.



Comente!




*Campos obrigatórios